Prefeitura Municipal de Salvador

Presidente

 

Fernando Guerreiro. Foto: Joá Souza

 

Fernando Guerreiro é diretor teatral, gestor cultural e radialista. Um dos maiores responsáveis pela popularização e retomada do teatro baiano no país, além de ser um grande descobridor de talentos conhecidos na cena teatral, na televisão e no cinema. Já dirigiu mais de 60 espetáculos em mais de 40 anos de carreira, com destaque para “A Bofetada”,” Vixe Maria! Deus e o Diabo na Bahia”,” Os Cafajestes” e “De Um Tudo”. Em 2018, estreou como ator no espetáculo autoral “Revele”, uma mistura de stand up, talk show e bate-papo que percorre sua trajetória profissional e pessoal. É um dos apresentadores do programa de rádio Roda Baiana, revista diária que trata de cultura e comportamento, de segunda à sexta-feira, às 13h, na Rádio Metrópole. Ampliou seu leque de atuação e ganhou uma coluna semanal no Correio: “Fala, Guerreiro!”, onde fala de maneira bem humorada sobre assuntos diversos. 

 

Desde 2013, é presidente da Fundação Gregório de Mattos, órgão de Cultura da Prefeitura de Salvador. Na instituição, foi responsável por elaborar uma política cultural mais ampla, descentralizada e democrática para o município. Implementou o Programa de Fomento, que reúnem editais e prêmios que promovem a diversidade cultural e abrange desde projetos estruturantes da economia criativa até iniciativas de agentes culturais comunitários. A recriação do programa de incentivo fiscal Viva Cultura, o lançamento do Selo João Ubaldo Ribeiro e a elaboração da Salvador Filmes são marcas de sua gestão que representam uma política focada nas diversas dimensões da cadeia produtiva da cultura. Investiu na institucionalização cultural no município, ao elaborar o Sistema Municipal de Cultura e construir uma legislação específica de Patrimônio, que assegura a salvaguarda de bens materiais e imateriais em diversos processos de tombamento e registro. Além disso, inaugurou e reabriu espaços culturais descentralizados em diversos territórios da cidade, como a requalificação e reestruturação dos Espaços Boca de Brasa.